Número de registros de armas para defesa pessoal é o menor da década

O Rio Grande do Norte fechou 2023 com o menor número de registros de armas da década. Os pedidos caíram de 1.326 em 2022 para apenas 96 no ano passado. Os dados são do Sistema Nacional de Armas (Sinarm), da Polícia Federal, que é responsável pelo registro e controle de armamentos no país.

Além disso, as ocorrências envolvendo apreensões de armas de fogo foram as maiores dos últimos três anos no Rio Grande do Norte. Em 2023, foram 134 ocorrências. Em 2022, o número de armas apreendidas foi de 122. Já no ano de 2021, foram 95 apreensões.

Com relação aos casos de furtos, roubos e extravios de armamentos, o ano de 2023 também apontou para uma redução. Os furtos totalizaram 48 casos em 2023, enquanto os roubos foram registrados em nove ocorrências. Os extravios, por sua vez, somaram 11 casos.

O dado que chama mais atenção, contudo, é a quantidade de novos registros de armas de fogo para defesa pessoal desde o ano 2000, conforme dados do Sistema Nacional de Armas.

No total, foram realizados apenas 43 registros no ano passado, contrastando com os 1.326 registros de novas armas de fogo em 2022. Estes números não incluem as armas de servidores públicos com prerrogativa de função, como policiais, sendo que, considerando esse grupo, o estado teve 217 registros em 2023.

A diminuição nos dados relacionados com o registro de armas é uma tendência nacional. O cenário foi influenciado por um decreto presidencial de julho de 2023, que restringiu o acesso a armas e munições por civis, tornando obrigatória a comprovação da efetiva necessidade para a aquisição. Anteriormente, civis podiam adquirir até quatro armas de uso permitido para defesa pessoal, mas o novo decreto reduziu esse número para até duas armas, mediante comprovação de necessidade.

Ainda segundo os dados da Polícia Federal, em 2023, foram realizadas 92 solicitações de aquisição de arma de fogo no Rio Grande do Norte, sendo que 51 foram indeferidas. Das 43 armas registradas, foram 40 são pistolas, além de dois revólveres e um rifle também foram adquiridos por civis.

Postado em 23 de janeiro de 2024