Ministro das Comunicações é alvo de representação na PGR por tráfico de influência

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O deputado federal Ubiratan Sanderson (PL-RS) apresentou há pouco uma representação na Procuradoria-Geral da República contra o ministro das Comunicações, Juscelino Filho. O auxiliar de Lula foi acusado de ter cometido o crime de tráfico de influência.

Segundo o parlamentar, Filho teria atuado junto à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para favorecer a empresa Engefort, empreiteira ligada a políticos e apontada como integrante de um cartel que teria envolvimento em desvios de recursos da estatal.

Com base em uma informação publicada pelo site Metrópoles, Sanderson afirma que o próprio ministro defendeu a manutenção de um contrato de R$ 54 milhões entre a Codevasf e a Engefort. Deste valor, R$ 30 milhões são fruto de emendas enviadas pelo próprio Juscelino Filho.

“Chama atenção, nesse sentido, que a própria Superintendência da Codevaf no Maranhão já teria admitido a existência de irregularidades na contratação da empresa Engefort, tendo, inclusive, concordado com o cancelamento de seu pregão”, afirma o deputado.

“O referido encontro não constou em sua agenda oficial e, a despeito da cautela, acabou sendo registrado por assessores na agenda de reuniões do escritório da Codevasf em São Luís (MA)”, declara.

O Antagonista

Postado em 1 de março de 2023