Em depoimento, mulher que acusa Daniel Alves de agressão sexual diz que não quer ser indenizada

Foto: EFE/ Antonio Lacerda

Em depoimento à juíza, a mulher que acusa o jogador Daniel Alves de agressão sexual e estupro diz que não quer ser indenizada caso ele seja condenado. Neste tipo de crime, a vítima pode receber indenização financeira.

De acordo com ela, faz parte de uma família com dinheiro e quer apenas que a justiça seja feita, sem ganho financeiro. As informações são do jornal El País. Nesta sexta-feira, 20, o caso de acusação contra o jogador ganhou novas linhas.

O ex-jogador do Barcelona foi preso após prestar depoimento à polícia espanhola. Daniel se apresentou a um juiz e falou por 45 minutos. Ele teria “incorrido em inúmeras contradições” durante o depoimento e a defesa da vítima e o Ministério Público solicitaram sua prisão provisória.

Contradizendo o que afirmou a um programa de televisão espanhol, Dani teria admitido para as autoridades que houve um relacionamento, ou seja, teve sexo consensual. Ele ainda nega que tenha agredido sexualmente a mulher de 23 anos.

Anteriormente, o lateral disse que nunca tinha visto a mulher. Ele foi encaminhado a um centro de detenção por seu alto risco de fuga: ter capacidade econômica para escapar e não ter raízes na Espanha.

Jovem Pan

Postado em 22 de janeiro de 2023