CPI do MST quer ouvir José Rainha, Stédile, Lewandowski e ministros de Lula

Foto: Liliane Bueno/TV Anhanguera

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Câmara dos Deputados para apurar as ações do Movimentos dos Trabalhadores Sem Terra (MST) já recebeu os primeiros requerimentos dos parlamentares que integram o colegiado. Entre os documentos registrados no sistema da Câmara, estão pedidos de convocação de João Pedro Stédile, líder do MST, e de José Rainha, líder da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL).

Caso aprovados os requerimentos, eles deverão ser chamados a depor na condição de investigados, para esclarecer recentes ocupações de terras organizadas pelos movimentos neste ano, como o chamado “Carnaval Vermelho” e o “Abril Vermelho”.

Até o momento, há dois pedidos para convocação de José Rainha, protocolados pelos deputados federais Alfredo Gaspar (União Brasil-AL), e Kim Kataguiri (União Brasil-SP). Nas justificativas do requerimento, eles citam o histórico do manifestante, que tem uma série de acusações na justiça envolvendo sua militância no MST, movimento que ajudou a fundar, e na FNL. Hoje, Rainha está preso preventivamente sob a acusação de extorsão. A convocação para ouvir João Pedro Stédile também é solicitadas em mais de um requerimento, para que ele esclareça declarações com ameaças de invasões de terras, em vídeos publicados nas redes sociais em abril deste ano.

Há também um requerimento de convocação de Ricardo Lewandowski, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), protocolado também pelo deputado Alfredo Gaspar. O parlamentar pede que o ministro explique a razão de ter se referido ao MST como “povo organizado” durante visita, em fevereiro deste ano, à Escola Nacional Florestan Fernandes, instituição idealizada pelo MST, em São Paulo. Também já foram protocolados pedidos de convocação para que sejam ouvidos os ministros da Justiça, Flávio Dino, do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira; e da Agricultura, Carlos Fávaro. A primeira reunião da CPI do MST está marcada para a próxima terça-feira 23, quando o colegiado começa a analisar as solicitações de seus membros. Até o momento, foram registrados ao menos 22 requerimentos, a maior parte deles dos partidos União Brasil e do PL.

Jovem Pan

Postado em 20 de maio de 2023