Conversões para o GNV caem 45,3% no RN; desinstalações crescem 56,2%

O segmento de Gás Natural veicular (GNV) do Rio Grande do Norte vive uma crise – uma das piores da história, conforme fontes do setor ouvidas pela reportagem – em razão do aumento no preço do combustível nos últimos anos.

De acordo com dados do Detran-RN e da Potigás, distribuidora de Gás Natural no Estado, o número de instalações do sistema, que inclui a adesão ao chamado kit de conversão, caiu de 3.130 em 2022 para 1.711 no ano passado – redução de 45,33%. Por outro lado, as retiradas do kit GNV tiveram alta de 56,25% no mesmo período (passaram de 512 em 2022 para 800 em 2023, ou seja, 288 exclusões a mais).

O preço do metro cúbico do GNV repassado aos postos de combustíveis do Rio Grande do Norte pela Potigás registra aumentos quase que sucessivos há um ano. Em janeiro de 2022, conforme histórico do sistema tarifário disponível no site da Companhia, o valor do m³ repassado era de R$ 2,93.

Postado em 29 de janeiro de 2024